miércoles, 23 de noviembre de 2011

LÁGRIMAS DE AMOR...




Escucha el silencio de mi voz callada.
Se acercó la noche con su negro manto,
más yo te percibo junto a mi almohada,
besando mis ojos prendidos de llanto...


Son lágrimas puras ante tu presencia.
Felices destellos de viva ilusión.
Y te abrazo, musa, en cuerpo y esencia,
"viviendo" el latido de tu corazón...



        



        Autor: Antonio Jesús Ballesteros Izquierdo
        © Todos los derechos reservados.

2 comentarios:

  1. hermosisisisisisisisisisiisisisisisismooooooooo me encanta!!!!!!!

    ResponderEliminar
  2. Antonio , hoje voce colocou uma janela com um ceu de estrelas e a lua , são as imagens que mais gosto de ver, é uma linda moldura .-falando sobre as suas palavras de hoje como sempre tocam muito o coração , mulher é muito sensivel , todo homem sabe disso ,muito mais um poeta,não sei porque , mais desde os primeiros poemas que lí eu sinto dentro de mim que além da beleza me parece que foi um amor interrompido por um falecimento ,não sei se estou certa e tambem não se explicar porque penso isso ,sinto nas palavras de alguns poemas,não sei...abraços -Regina Thereza- 12-12 -2012.

    ResponderEliminar